Uma novidade do site Mulheres de Moto sou eu, a Pereirão, mais que um “marido de aluguel” eu sou uma “mecânica de aluguel” virtual. Mas não se engane, eu sujo a mão de graxa, mas não desço do salto, nem despenteio o cabelo.

Estou aqui para responder todas as suas dúvidas sobre mecânica, manutenção, pilotagem, equipamento, moto ideal, dentre outros, com o objetivo de ajudar você a manter uma relação harmoniosa com sua moto. Não precisa ter vergonha de perguntar nada, afinal a gente é mulher, a gente se entende.

Envie sua dúvida para mulheresdemoto@mulheresdemoto.com.br com o assunto “Pereirão”.
Para começar minha coluna, vou escrever sobre cuidados básicos ou essenciais, mais adiante eu aprofundo estes e outros temas.

Comprei uma moto e agora?

Se você não tem um pai, irmão, namorado ou amigo que entenda de moto, não se desespere, eu vou te ajudar a resolver os perrengues do dia a dia, tirar dúvidas e muito mais!

É meninas, assim como um filho ou cachorro, moto também gasta e dependendo da cilindrada então, os gastos se multiplicam!!!

Mas não tem jeito, se não cuidarmos da nossa motinho estaremos reduzindo o tempo de vida dela e não é isso que queremos, certo?

Ter um mecânico de confiança (seja da concessionária ou não) é essencial para ajudar a solucionar problemas e evitar que sejamos enganadas por mecânicos inescrupulosos.

Separei alguns cuidados básicos iniciais que independem do tipo de cilindrada ou marca da moto e alguns, como ajuste e lubrificação da corrente, e que geralmente os mecânicos não cobram.

Cuidados básicos com sua moto:

Gasolina: Abasteça sempre em posto de confiança e se o preço da gasolina estiver muito barata, desconfie. Além disso, abasteça sempre que entrar na reserva, evite pagar mico de ficar com a moto sem gasolina na rua!

Calibragem dos pneus: Siga a orientação do fabricante, inclusive atente-se ao fato de levar garupa ou não. Muitas motos possuem adesivos marcando a pressão ideal.

Óleo do Motor: Troca periódica do óleo do motor de acordo com o seu manual de instruções.

Ajuste de Corrente: Ajuste (estiramento) da corrente a cada 1 mil quilômetros, bem como ajuste do freio traseiro (para motos equipadas com transmissão manual de marcha).

Lubrificação da corrente: Lubrificação da corrente a cada 1 mil quilômetros, ou sempre que a moto pegar chuva ou depois de cada lavagem.

Leia o Manual: Sim meninas, eu sei que é chato, mas precisa. Não precisa decorar, nem ler 100%, veja no sumário os itens mais importantes como, revisões, calibragem, peças, óleo do motor, etc. e vá lendo aos poucos.

Lavagem: A lavagem além de deixar ela linda, serve para proteção da pintura e proteção anticorrosão (quando após a lavagem as partes metálicas são imunizadas com WD ou algum antioxidante genérico).

ATENÇÃO: Peçam para não passar “pretinho” nas rodas, pode ficar bonitinho, mas é muito perigoso pois pode fazer com que o pneu perca aderência ao fazer curvas.

Até a próxima,