Se você acha que marca de capa de chuva feminina é tudo igual veja o teste de longa duração (cerca de 8 meses) que fizemos com a capa de chuva feminina da Pantaneiro.

A ideia de escrever após um longo período de uso foi para passar aos leitores a real durabilidade do produto. Confira abaixo as impressões da capinha.

capa-de-chuva-feminina-pantaneiro

Primeiras impressões da capa de chuva feminina Pantaneiro

Em outubro de 2013 recebemos, da empresa gaúcha Pantaneiro, um conjunto de capa de chuva composto por calça e jaqueta em PVC, nas cores rosa e preta.

A primeira vista não há novidades no design do produto, a maioria das capas de chuva femininas são pretas com detalhes em rosa e possuem ajustes na cintura e nos punhos.

detalhe-capa-pantaneiro

Nas costas a capa possui a marca “Pantaneiro”, em material refletivo. Além de bonito esse detalhe ajuda na segurança, principalmente no tráfego noturno mostrando aos demais veículos que há um motociclista adiante.

Outro ponto positivo da capa de  chuva feminina é que a “gola” de proteção do pescoço (ver no destaque acima) é um pouco maior, do que outras que eu já havia usado, e isso faz com que haja uma proteção contra a água da chuva, fazendo com que a água que escorre do capacete continue a deslizar pela capa.

O ponto de destaque  do produto é a maciez e grossura do material, bem como o acabamento das costuras. A parte interna da capa é muito bem feitinha se comparada com outras capas de chuva que comprei anteriormente.

comparativo-capa-de-chuva

Usabilidade

A capa da Pantaneiro é confortável. A calça tem ajustes com zíper nas laterais e jaqueta tem um comprimento bom. Os ajustes na cintura da jaqueta dão uma maior mobilidade e elegância à capa, já que você não fica parecendo que está dentro de um saco preto.

Durante o período de testes ela passou por diversas condições de uso, algumas propositais e outras de uso normal do meu dia a dia. Por exemplo, guardei ela todos os dias no baú da moto e lavei ela na máquina (a etiqueta tem a instrução de não colocar na máquina de lavar).

De maneira geral, a capa de chuva feminina da Pantaneiro é confortável e cumpre seu papel, com ela peguei desde garoa até chuva torrencial (verdadeiros torós) e a capa me manteve seca.

Embora pareça óbvio que uma capa de chuva tenha que proteger da chuva, confesso que já tive problemas com a calça que compõe o conjunto da capa de chuva.

Bastavam apenas alguns meses de uso para que entrasse água na parte interna das coxas. Até achei que isso era normal devido ao atrito, etc.

Porém, com a capa de chuva feminina da Pantaneiro até agora ainda não tive o tal “problema da água no meio das pernas” que tanto me perseguia nas outras capas.

calça-feminina-pantaneiro

Possuo  1,77 m de altura, sou alta para o padrão brasileiro, e quando sentava na moto a calça subia. Se estivesse com uma bota de cano curto, tinha que descer a barra da calça frequentemente, de modo que não entrasse água na bota. Isso não é um ponto negativo só da Pantaneiro, mas da maioria das capas, não custa nada fazer as pernas mais compridas, afinal, quando você sobe na moto a calça tende a subir.

Não sei em qual momento, mas com o uso, a capa acabou rasgando em algumas partes. Não posso afirmar se foi mau uso ou baixa resistência do material, ou até mesmo a tal lavagem na máquina. Mas por incrível que pareça, mesmo com os furinhos, não entra água.

capa-de-chuva-pantaneiro

Pontos Fortes:

  • Gola alta que permite que a água não escorra;
  • Material de qualidade superior; e
  • Durabilidade.

Pontos a serem melhorados no produto

  • Faltou um suporte na parte interna da capa a fim de pendurar a jaqueta em algum ganchinho;
  • Bolso na parte da frente; e
  • Comprimento da calça, poderia ser maior.

 

E você, já teve problemas com capa de chuva?
Deixem seus comentários e sugestões de pautas nos comentários abaixo. Compartilhe sua opinião com a gente.