Como reagir depois de uma queda de moto?

​​Dizem que existem dois tipos de pessoas no mundo: as que andam de moto e as que gostariam de andar.  Eu, complementaria com: as que já caíram​ e as que ​irão​ cair​​.

Posso afirmar por experiência própria​ que, após um acidente, pensamos diversas vezes se vamos continuar a pilotar ​e, a resposta é sempre Sim!

Moto em latim significa ​”​M​ovimento”​, ela precisa se movimentar para ter equilíbrio​, caso contrário ela cai.​

Após uma queda, ​mesmo que não tenha sido nada de grave,​ o ideal é voltar aos poucos, deixar que corpo e mente voltem naturalmente​, ou seja, dê um tempo, pare em algum local, tome um café (ou um chá) para se acalmar.​ Não force a barra, nem lute contra sua ansiedade. O melhor remédio é o tempo que vem da experiência. ​ ​O que ​você ​não pode é fazer da queda um trauma para o resto da vida.

​Daí você vai falar: “Eu cai agora estou com medo de pilotar”. Bom, daí eu te digo, o medo é a sensação de ansiedade diante do perigo. ​ Mas, o medo em excesso ​também ​prejudica porque ​tende​-se​ a pilotar muito devagar e frear demais e desnecessariamente. ​ ​Naturalmente, a moto é um veículo pouco visível e ​andar​ muito devagar pode representar mais risco do que uma solução. ​

​U​ma das regras de sobrevivência dos motociclistas é ​andar um pouco acima da velocidade normal do tráfego. ​

Na verdade, o fator decisivo na segurança é a atitude, a forma preventiva ao pilotar. Mas deve-se usar sempre os equipamentos de proteção.

Outro fator muito importante é usar os freios corretamente.  Já ouvi gente dizer que usar o freio dianteiro faz a moto capotar (kkkkk). Bobagem nascida nas bicicletas!! Isso não é verdade, use os freios de forma progressiva, não tudo de uma vez.

Sem usar o freio dianteiro a moto perde mais de 70% de capacidade de frenagem. É preciso usar os dois freios ao mesmo tempo !!

Agora, se a queda for grave, chame imediatamente uma ambulância ligando para o número 192. A gravidade da queda depende da altura e da forma como o motociclista caiu, no entanto, alguns sintomas de alerta são: perda de consciência por mais de 2 minutos, vômitos constantes, dor de cabeça intensa e incapacidade para movimentar qualquer parte do corpo.

E lembre-se: Você começa a vida sobre duas rodas com um pote cheio de sorte, e outro de experiência vazio.​