No domingo 30 de março, o campo de provas da Pirelli (Sumaré – SP) foi o palco que a Kawasaki escolheu para o lançamento oficial dos modelos 2015 da Ninja 1000 Tourer e da Z1000. Ambas já haviam sido lançadas na Europa em 2013, mas foi só agora que a montadora japonesa trouxe essas duas “super máquinas” ao Brasil.

Dentre as principais mudanças nos dois modelos, destacam-se as melhorias feitas no motor e no conjunto de relação resultando em aumento de potência e maior resposta do motor em baixas rotações.

Ninja 1000 Tourer 2015

Ninja-2015-vs-Ninja2013

Se por fora a Ninja 1000 Tourer 2015 continua com o mesmo design tradicional Ninja, “por dentro” houve algumas mudanças funcionais, como no motor e no chassi, que aumentaram o desempenho da moto e mudaram o conceito de sport para sport-touring.

A principal novidade do modelo 2015 é a possibilidade de transformar a esportiva em uma moto para viagem (touring). Para isso os engenheiros da Kawwasaki realizaram mudanças no subchassi, possibilitando um melhor ajuste do piloto, deixaram a sexta marcha mais, dando mais conforte em viagens longas, e também a possibilidade de ajuste manual da suspensão traseira.

kawasaki-ktrcTambém é possível escolher o modo de pilotagem, o modo Full entrega o máximo de potência nas mãos dos pilotos, enquanto que no modo Low a potência é limitada.

Assim como a ZX-10R, a Ninja 1000 Tourer traz o sistema de tração KTRC (Kawasaki Traction Control), apresenta três modos diferentes. O modo 1 e 2 proporionam uma pilotagem esportiva com pouca interferência, já o modo 3 pode ser acionado para manter a estabilidade da moto em pisos escorregadios.

A sport-touring vem com motor Kawasaki tetracilíndrico em linha de 1043 centímetros cúbicos, DOHC de 16 válvulas, o qual teve a admissão redesenhada e traz um novo sistema de injeção de combustível que utiliza quatro corpos de aceleração ovais, responsáveis pela maior precisão na mistura de ar/combustível em cada uma das quatro câmaras de combustão. Juntamente com o novo filtro de ar, o conjunto é responsável por um motor mais potente e equalizado, atingindo 142 cv, 4 cavalos a mais do que o modelo 2013.

O modelo vem com freios ABS de série e discos dianteiros de freio em formato de margarida com 300 milímetros cada, pinça de 4 pistões opostos de diâmetros diferentes, 30 milímetros na parte superior e 32 milímetros na parte inferior. Na roda traseira, o disco tem 250 milímetros no formato margarida, com pinça de pistão único.

Embora a maior preocupação dos compradores de moto de alta performance não seja a economia de combustível, a Kawasaki traz a opção de pilotagem econômica (ECO) com indicação no painel.

A Kawasaki Ninja 1000 Tourer 2015 está prevista para chegar nas lojas no mês de abril em apenas uma versão (igual a da foto), na cor Candy Lime Green, com ABS e bolsas laterais a um preço sugerido de R$56.990.

Veja o vídeo de lançamento da moto Ninja 1000 Tourer 2015.

Z1000

Z1000-2015-vs-z10002013

Com design remodelado, a Z1000 chega ao mercado brasileiro com algumas mudanças significativas, tanto no motor quanto na carenagem. A nova versão da supernaked traz curvas mais valorizadas, inspiradas no caráter felino, com o objetivo de ser intimidante e marcante ao mesmo tempo.

As principais mudanças visíveis são no escapamento, rabeta, carenagem do motor e no farol é, além do design agressivo e atraente, o farol é composto por quatro lampadas de LED.

Os engenheiros da Kawasaki revisaram as dimensões da moto deixando a dianteira mais baixa e a traseira mais alta, com isso a postura de pilotagem mudou, em relação ao modelo 2013, deixando o piloto em uma posição mais esportiva.

Outra mudança significativa em relação ao modelo anterior, é a nova suspensão dianteira. Com possibilidade de ajuste na compressão e pré-carga, é possível ter efeitos diferenciados não só para quem busca esportividade como também para quem busca conforto para tráfego na cidade.

A Z1000 2015 mudou, não só por fora como por dentro. Assim como a Ninja Tourer 1000, supernaked também utiliza o motor  de 1043 centímetros cúbicos, com quatro cilindros e 16 válvulas, garantindo uma potência de 142cv.

Toda essa potência pede um bom conjunto de freios. Para isso a montadora japonesa utilizou freio monobloco Tokico, em formato de margarida com 300 milímetros cada, pinça de 4 pistões opostos de diâmetros diferentes, 30 milímetros na parte superior e 32 milímetros na parte inferior. A roda traseira utiliza disco tem 250 milímetros no formato margarida com pinça de pistão único.

A Z1000 2015 chega ao mercado neste mês de abril, nas cores Golden Blazed Green (Special Edition) e Candy Burnt Orange, nas versões standard ou ABS, com preço sugerido de R$48.990 (Z1000), R$49.990 (Z1000 SE), R$51.990 (Z1000 ABS) e R$52.990 (Z1000 ABS SE).

Veja o vídeo de lançamento da Z1000 2015.

Veja a galeria de fotos:

Fomos conferir a Ninja 1000 -Tourer  de perto- Foto:Osvaldo Furiatto / VGcom

Fomos conferir a Ninja 1000 – Foto:Osvaldo Furiatto / VGcom

Fotos: Osvaldo Furiatto / VGcom