Motociclista esperta pilota de botinha. Por mais que scarpins, sapatilhas e sandálias sejam lindas, na hora de pilotar moto temos que estar mais preocupadas com a segurança do que com a vaidade. Mas nem tudo está perdido, rs. Hoje no mercado já existem lindas botas próprias para pilotar e que ao mesmo tempo ficam super estilosas!

Conforme já contei uma vez aqui para vocês, foi uma bota apropriada que salvou meu tornozelo em um acidente. Quando caímos de moto, o fato é que as primeiras partes do corpo que vão ao chão são o joelho e o tornozelo. Como nossos pezinhos são delicados e ninguém quer ficar meses sem poder andar, não custa nada investir em uma bota bacana, para deixar a canela bem firme, pau para toda obra, rs.

Todas as botas citadas neste post levam em conta alguns requisitos como qualidade, preço (é possível encontrar modelos muito bons e de couro por menos de R$ 300 cada), conforto para caminhar com elas fora da moto durante um tempinho e também resistência a chuvas leves.

A bota que me “salvou” no dia do acidente foi o modelo 1005 (resistente) da Steitz. Ela é perfeita para a estrada, bem reforçada e com um velcro no zíper para amenizar a entrada de água, em caso de chuva. A sola é vulcanizada e não desmancha facilmente com as frenagens e atrito com o solo, (para não estragar mais seus lindos sapatinhos):

steitz1

Como esta bota cumpriu o que prometia, ou seja, passou em um teste real, o fabricante nos enviou para teste outro modelo feminino, mais delicado, porém muito resistente também, o modelo 022 (com um leve saltinho). Como não estou muito acostumada a pilotar de salto, (por menor que seja), recomendo ela mais para andar de garupa. Ela protege seu pé e ao mesmo tempo mantém aquele chame por causa do saltinho:

steitz2

Agora se você quer pilotar na cidade, em um trajeto curto e não quer se preocupar em trocar a bota por um sapato no dia-a-dia, eu super indico o modelo Confort 3232 da Mondeo. Ela é super bonita e delicada, parecendo mais uma bota comum do que uma bota de pilotagem. Na realidade ela não é uma bota super específica para pilotar (como as citadas acima), mas é melhor ela do que gastar suas botas comuns, pois a Mondeo é um pouco mais resistente. Eu tenho uma que uso quase todos os dias para ir trabalhar e ela já tem durado alguns meses. Tudo isso sem me preocupar em trocá-la por um sapato ao chegar no trabalho, pois ela tem um visual bem casual:

mondeo

Dica do Mulheres de Moto:

Esta dica ninguém mais vai te dar, é coisa de mulher para mulher mesmo, rs. No centro de São Paulo, na rua General Osório (famosa rua das motos) é possível encontrar um acessório que pode poupar muito o desgaste das botas comuns pela troca de marchas. Trata-se de um protetor que vai por cima do calçado e diminui o atrito entre sapato e pedal de câmbio (à venda nas barracas de rua por apenas R$ 5). A desvantagem é que tem que prender muito bem para ele não escapar toda hora. :/

protetor

Conclusão: a melhor maneira de pilotar segura e proteger seus pés ainda é a bota própria para motociclistas. Meninas, vamos preservar nosos pezinhos (nada de sair de sapatilha por aí). O Mulheres de Moto apoia a segurança no trânsito, mas sem deixarmos de sermos elegantes! 😉